terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

DPOC: Manual ensina a viver com a doença

Foi lançado esta terça-feira o manual "Aprenda a Viver com a DPOC", indicado para doentes e familiares de forma a que estes consigam lidar com a Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica (DPOC).

Em Portugal existem cerca de 500 mil doentes que sofrem com a Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica, tendo a partir de agora disponível o manual “Aprenda a Viver com a DPOC”, editado pela Associação Respira em conjunto com a Comissão de Reabilitação Respiratória da Sociedade Portuguesa de Pneumologia.

O referido manual foi desenvolvido por um conjunto de profissionais de saúde de várias áreas, desde a pneumologia à nutrição, permitindo assim às pessoas com DPOC ter um conhecimento global da doença, diminuindo o impacto da mesma no dia a dia da sua vida. O manual será distribuído, gratuitamente, a pessoas com DPOC em hospitais e centros de saúde de todo o país.

Segundo dados da Organização Mundial de Saúde, só em 2005 morreram três milhões de pessoas com DPOC, correspondente a 5% das mortes a nível mundial. Em Portugal estima-se que a doença afecte 500 mil pessoas, sendo que muitos estarão ainda por diagnosticar.

A DPOC é uma doença broncopulmonar que resulta de uma obstrução das vias aéreas. A doença atinge mais os homens do que as mulheres devido ao maior número de homens que fumam. Com o aumento do número de fumadoras, espera-se no futuro que esta diferença se reduza.

Caracterizada por falta de ar (dispneia), tosse e aumento da produção de expectoração, impede as pessoas de realizarem tarefas diárias banais como, por exemplo, conduzir ou subir escadas, fazer a cama ou vestirem-se. Com a progressão da doença a falta de ar manifesta-se até durante os períodos de descanso.

À grande maioria dos doentes esta doença é causada pelo fumo dos cigarros, embora
algumas exposições profissionais também podem causar DPOC, como fumos químicos, poeiras orgânicas e inorgânicas. Nos fumadores a poluição atmosférica é um factor de agravamento.

Pedro Santos

http://saude.sapo.pt/artigos/noticias_actualidade/ver.html?id=912265

http://www.sppneumologia.pt/textos/?imc=51n78n

Sem comentários: